Identifique-se com seu Eu Espiritual

Este é um tema mais fácil de entender com o coração do que com a mente racional. ❤️

Porém, vale o esforço refletir mentalmente a respeito dele, pois conduz a um estilo de vida centrado nas esferas mais profundas de nossa existência. Nos ajuda a viver em um estado meditativo e menos limitado pelas condições físicas passageiras.

(🔊 Para ouvir esta mensagem em áudio, clique aqui)

Identifique-se com seu Eu Espiritual

Vamos considerar que você tem dois eus – um é espiritual e o outro é a sua personalidade ou seu eu físico. Mas qual é a diferença entre esses dois eus?

Antes de nos aprofundar nesta questão é importante deixar claro que essa é uma visão a partir da dualidade. Ou seja, é uma visão ilusória. Mas, que tem um grande benefício, que é, nos ajudar a compreender racionalmente como funciona essa dinâmica entre personalidade e essência espiritual.

A nível profundo não há essa divisão entre eu espiritual e a personalidade. Deixando isso claro, vamos ver agora algumas características do eu espiritual e dos eu físico (personalidade).

O eu espiritual é infinito já a sua personalidade é finita – tem início meio e fim.

O seu eu espiritual é imortal – não nasce e não morre. Ele é eterno. Está sempre presente e sempre existente.

A sua personalidade é mortal. Tem início, meio e fim.

O seu eu infinito não tem nome. É impossível dar um nome definitivo para o eu espiritual porque ele é infinito e eterno. Então, como dar limite para algo que é ilimitado? Não rola.

Já a sua personalidade tem um nome e características específicas. Algumas pessoas são mais extrovertidas. Outras são mais introvertidos. Algumas pessoas gostam de comer laranja. Outras gostam mais de comer banana. (risos)

Cada pessoa tem suas preferências e isso está tudo está no campo da personalidade.

Mas aonde eu quero chegar com essa definição de separação entre o eu espiritual e o eu físico que a nível profundo são uma coisa só?

Reconhecendo a Totalidade do seu Ser

A questão aqui é: qual desses dois eus você se identifica primordialmente?

Agora estamos entrando no assunto da meditação e espiritualidade. Nós somos culturalmente levados a crer que a nossa essência é a nossa personalidade. Que o seu nome e suas características pessoais são tudo que você é.

Esta é uma visão limitada da vida. Uma visão que vai te trazer o medo da morte. É uma visão que vai te trazer possibilidades limitadas para sua vida.

A minha sugestão, baseada em minha sensibilidade perante a vida e que também corresponde ao que dizem muitos professores de meditação, yogues e seres sábios da antiguidade, é a seguinte: se identificar com o seu eu espiritual (Imortal) primordialmente e em segundo lugar vem a identificação com a sua personalidade.

Eu pergunto a você: qual é a sua identificação primária? É com o seu eu espiritual ou com a sua personalidade?

A maioria de nós está identificado somente com a personalidade. Pelo menos a maioria do tempo. Até mesmo estudando sobre este assunto é difícil manter essa identificação com o eu espiritual por um longo período de tempo.

Isto ocorre porque a nossa programação para a limitação é muito forte. Mas, aos poucos, nós podemos nos lembrar, um pouco a cada dia, que a nossa essência é a imortalidade. É o infinito. É algo que está além da personalidade.

A afirmação que eu deixo como sugestão você pode fazer uma ou mais vezes por dia e evoluir dentro desse tema é a seguinte: “Eu sou um espírito infinito e imortal tendo uma experiência humana passageira na personalidade de (Seu nome).”

Eu espero que você tenha curtido essa dica de autoconhecimento.

Se você ainda não baixou o 📕 Ebook Gratuito Manual Prático de Saúde Vibracional e quiser se aprofundar em conhecimentos e técnicas para o seu bem-estar, prosperidade e sua saúde vibracional, clique aqui (link).

Eu sou Augusto Genehr.
Fique em paz.
Namastê 🙏🏻

Postado por Augusto Genehr

Augusto Genehr é Terapeuta Holístico, mestre em Reiki, Astrólogo, Instrutor de Yoga e Meditação. Há 8 anos se dedica profissionalmente a ajudar pessoas a se harmonizarem através do autoconhecimento.

Seu comentário é muito importante! Gratidão.